Carneação, again

Noite de quarta, outro giro curto só para tentar manter a freqüência de 3 saídas semanais (quando o tempo colabora).

O passeio tem sempre o mesmo caminho: saímos de um posto de gasolina e seguimos por uns 18Km no asfalto e retornamos.

Na saída, não estava me sentindo lá muito disposto. Tentei aplicar os meus conhecimentos ciclísticos e a lição recém-aprendida e dei uma de Bernard Hinault: amanhã teremos um pedal duro, ninguém ataca hoje, vamos na boa. Em princípio todos concordaram, mas eis que chega um de última hora que não sabia da combinação.

Resultado: carneação já a partir da ponte, nem esperaram sair do mato. Subida a milhão, um controlando o outro, tentativas de fuga. Mas eu tava melhorzinho que na semana passada, levei o Grande Prêmio da Montanha e a meta volante da chiesa de Santa Justina.

No retorno, um grupinho saiu na frente, coisa de uns 2 minutos. Saímos, em 3, na perseguição.

Consegui pegar o último deles faltando uns 800 metros para terminar o último morro. Mais um Grande Prêmio da Montanha e a vitória da etapa.

Claro, tudo isso é fantasia, é só a brincadeira, não vale nada, mas os que andam na frente, nunca querem chegar em segundo😀

Ah, e ontem estreei o meu mais novo capacete. Olha só que coisa linda:

bell.jpg

É um Bell Sweep R. Não tem viseira, mas ultimamente eu já vinha usando o meu antigo Giro sem a viseira mesmo. E o vendedor mais um amigo ainda fizeram a minha cabeça, que viseira é out. E como fazia muito tempo que eu namorava um desses, acabei embarcando na conversa. Um sonho a mais realizado, e agora só falta a Scale Limited.

2 respostas para Carneação, again

  1. Renato disse:

    Legal. Eu tenho um influx, com viseira. Ainda não me acostumei a usar sem ela. Agora, o que estes capacetes tem de leveza e conforto não está escrito!

  2. Zaka disse:

    É verdade! Embora, o Giro Animas é cerca de 50 gramas mais leve… mas isso é um nada.

    Eu acho esse mais bonito por dois detalhes: a “saída de ar” na parte de trás e a cor. Meu Giro era vermelho e prata, aí com camisa azul ou outra cor ficava um carnaval.

    É aquele ditado: posso não pedalar nada, mas é preciso manter a elegância!

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: