Pedal a Santa Lúcia

Hoje madruguei. 6 e 30 já estava de pé fazendo um lanchinho e me vestindo para sair.

Tempo frio hoje cedo! Saí com 2 camisas e 1 quebra-vento, mais manguitos, e mesmo assim passei frio.

O roteiro era um velho conhecido (os novos são descobertos agora no verão… aguardem!): eu e meu irmão Marcos pegamos a BR116, descemos o morro do Eberle, entramos no atalho do Posto Shell até Fazenda Souza (distrito de Caxias, fonte dos horti-fruti-granjeiros).

Dali seguimos em direção a Vila Oliva. É uma estrada larga, geralmente bem movimentada (caminhões com verduras), mas hoje estava calma.

Eu estava meio preguiçoso. O Marcos também não parecia muito disposto a acelerar o ritmo, então fomos mais conversando do que pedalando até a Tabela (ponto próximo a Vila Oliva), onde paramos um pouco para comer uns biscoitos e espichar as pernas.

Na sequência fomos em direção a Santa Lúcia do Piaí (é Piaí, não Piauí). Esse trecho é bom pra subir a média, dá pra baixar a bota legal. Mas hoje era dia de preguiça, lembra?

Fizemos o zigue-zague antes de Santa Lúcia, subimos o morro do Camaldoli (Camandoli, Camandóle, seja lá o que for). Paramos na igrejinha pra comer um sanduíche e beber água com mais calma.

Em 15 minutos estávamos na estrada novamente. Numa das casas a surpresa desagradável: dois cachorros nos perseguiram por cerca de 100 metros, bem perto das pernas (cachorro fica surdo quando enxerga bicicleta?).

Depois é só descidão até a ponte amarela. Nesse ponto da estrada, pudemos ver alguns estragos provocados pela chuvarada da semana passada (no final de semana choveu 200mm na serra gaúcha!): barrancos caídos, estrada destruída e por aí vai.

Faltando cerca de 500 metros até a ponte, meu pneu traseiro estourou! Foi por pouco que não fui ver a vaca.

Na ponte descobrimos a fonte do problema: o ventil estourou. Isso foi uma ‘bocaberteada’ minha. Na última troca, o ventil ficou muito para baixo, foi forçando até que estourou. E lá se foi uma câmara novinha.

Subida da ponte amarela: são cerca de 6Km. Beeeeeem inclinada. E estava cheio de cascalho (largaram ontem, descobrimos depois). Estava uma m.e.r.d.a pra subir ali.

Fizemos a tradicional paradinha no bar do véio, uma Cueca-Cuela e a volta pra casa

NOVIDADE: vão asfaltar o trecho da ponte até o asfalto, são 840 metros a mais (ou a menos, depende do ponto de vista).

Não temos fotos. Pra variar ninguém levou a máquina (máquina é bom quando é caminho novo, não é?).

No total, 80Km a uma média de 20Km/h (mais ou menos isso).

2 respostas para Pedal a Santa Lúcia

  1. Renato disse:

    Ventil? Fazia um século que não ouvia isto!

  2. Zaka disse:

    E eu nem lembrava que isso existia, até a porcaria rasgar!!!

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: