Pedal solitário

Ontem tive uns contratempos e não pude sair cedo hoje, sábado, precisei resolver uns problemas antes.

Saí tarde de casa (para os meus padrões): 9h30min. Não gosto, o sol já está alto, e no meio/fim da pedalada é o ponto máximo do calor.

Decidi descobrir o caminho pro Morro Gaúcho, que já conheço de carro. Sempre achei que tivesse um caminho alternativo, via Atalho do Zorze ou a estrada pra Forqueta Baixa.

Fiz o trecho urbano pela alternativa até Forqueta. De lá peguei o primeiro asfalto e passei pelo Atalho das Galinhas na Pista. Segui descendo, trilha da cascata e subi até as goiabeiras, passando na casa do Seu Barbante e dali em direção ao Atalho do Zorze.

20-10-07_09201.jpg

(as fotos ficaram ruins, tirei com a dishital celular). Essa é a visão da estrada, o objetivo é chegar do outro lado. Pra isso é necessário andar uns 5Km e contornar esse vale.

Fiz a volta, não estava quente e o ritmo era bom.

Cheguei até o ponto decisivo, na encruzilhada onde tem uma cruz de madeira. Ali foi onde descobri o novo caminho.

Dali em diante é só seguir a principal, sempre. Cerca de 8Km adiante parei numa casa para pedir informações. O senhor passou as orientações, recomendando que eu deveria  subir sempre.

E que subida! Tem uns 2Km bem íngremes. Sorte que é no meio do mato, então tem bastante sombra.

Depois disso, cheguei na Igreja do Morro Gaúcho, caminho conhecido. E aí é só descer. E que descida! Deve ser uns 5 ou 6Km, de doer as mãos, muito cascalho e pedras soltas.

Chegando na RST (que eu não sei o número), uma parada para o lanche (pouco, depois fez falta) e decidir subir pelo Belo (erro, deveria ter escolhido outra subida).

Quando começou a subida, no cotovelo duplo, escuto barulho de motos. Fui bem pra direita. Mas não eram motos, eram quadriciclos. E os imbecis vinham dando pau, entrando na contra-mão, derrapando. Como sou menor, tive que me jogar na capoeira, bati a perna num toco e me tirou todo o tesão da subida.

Aí fui bem devagar, parando nas partes planas para tirar umas fotinhos com o dishital.

No total quase 90Km de pedal, num calor de derreter o capacete.

Algumas fotos da subida do Belo e do bonitão aqui.

20-10-07_10221.jpg

20-10-07_12421.jpg

20-10-07_1243.jpg

20-10-07_1244.jpg

20-10-07_1314.jpg

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: