Do Carino a Flores da Cunha

Pedal felomenal, mas sem fotos, já que ninguém lembrou de levar a máquina (lembrar, lembram, mas sempre ficam esperando pelos outros)…Desta vez fomos eu, o Marcos e o Andrius. Pelo asfalto até Ana Rech, quando pegamos o asfalto que passa pela Doux Frangosul e sai bem na Parada Cristal. Só atravessamos a BR116 e logo em seguida dobramos à direita, em direção a Ponte do Carino.

Nesse “atalho” que aumenta a distância da volta em 10Km, aproximadamente, dobramos à esquerda antes da descida do Carino, passando na frente da casa da querida da água, depois o morro dos porcos (tem um chiqueirão ali, com uns 4.368 porcos e o triplo de bosta de porco, com fedor elevado a 5a. potência).

Ainda bem que é um trechinho curto, coisa de 200 metros. Mas eu fico pensando como é que aquelas pessoas conseguem viver naquele fedor…

Fim do atalho, voltamos para a estrada que leva a Flores da Cunha, descidão e a subida looooonga (fiadasputa, eu não lembrava que era tão longa assim e saí socando já no início). Mas foi bom, se a distância do pedal não é longa, é bom que seja com bastante esforço.

Falando em esforço: logo depois da primeira parte da subida, tinha um misto de cascalho e terra solta. Dava a impressão de que meus dois pneus estavam furados, coisa de louco!

Depois de uns 10Km, chegamos no asfalto. Paradinha pra reagrupar e seguimos juntos até Flores, onde resolvemos comer e beber alguma coisa.

Aí o erro: paramos no segundo boteco à direita da entrada, logo depois do posto. Caraca! Que fedor! É um daqueles botecos de véio. Isso era 10 da manhã, tinha uns 20 gringos dentro tomando birita e cachaça, alguns já jogando carta, outros sinuca.

Só de entrar lá dentro já fiquei com aquele cheiro impregnado na roupa.

E como diz o Andrius: se é pra sair de casa pra passar a manhã num boteco desses, fica em casa dormindo então, que é melhor.

E é mesmo! Mas eu já sei o que fazer: quando a mulher reclamar que eu pedalo muito, vou levar ela até esse estabelecimento e fazer uma proposta: prefere que eu pedale ou que eu venha aqui tomar cerveja e jogar carta?

Depois de algumas Cocas e uns salgaditos, saímos em direção a Linha 80. Subimos ao 60, 40 e Zanrosso. No final das contas um bom pedal, com uns 60Km.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: